pinnacle

Quarta-feira de chuvas no Rio Grande do Sul e mudanças de padrão nos Estados Unidos

Publicado em 05/08/2015 07:22
Por Marco Antônio dos Santos, agrometeorologista da Somar Meteorologia

A quarta-feira continuará sendo chuvosa em grande parte doo território gaúcho. A frente fria que está sobre o Estado manterá o tempo fechado e chuvoso, com isso, todos os trabalhos de campo estarão prejudicados ao longo do dia, porém, essas chuvas estão elevando os níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras de trigo e das demais culturas de inverno. Bem como, a elevação dos níveis de água dos reservatórios. Só que, já a partir de amanhã o tempo volta a abrir sobre todo o Estado e, portanto, o tempo voltará a ficar firme e sem previsões para chuvas até meados da semana que vem, Contudo, esse novo período seco não irá causar nenhum dano às lavouras, já que os níveis de umidade do solo estarão satisfatórios devido as chuvas dessa semana.

Agora, no restante do Brasil, tanto a quarta-feira quanto todo o restante da semana será de tempo aberto e sem previsões para chuvas, a não ser na faixa litorânea do Nordeste e extremo norte da região Norte. Até agora esse longo período seco que vem ocorrendo em todo o Brasil (com exceção do Rio Grande do Sul) não está afetando/prejudicando nenhuma lavoura. Contudo, em algumas propriedades paranaenses já há rumores de que o trigo está sentindo os efeitos da baixa disponibilidade hídrica e, principalmente, das temperaturas mais elevadas. Mas como são uma ou outra propriedade, não há, ainda, nenhuma preocupação em relação há uma quebra na produção Estadual e muito menos Nacional. E esse tempo seco tem permitido a plena realização dos trabalhos de colheita do milho safrinha, feijão, café, cana de açúcar e hortaliças.

Do outro lado da América, apesar das previsões estarem indicando pancadas de chuvas para algumas áreas produtoras de milho e soja dos Estados Unidos, essas serão de baixa intensidade e muito localizadas. Assim, começa alguns rumores no mercado de que possa vir a ocorrer um período mais seco durante esse mês de agosto. E segundo as previsões tanto da Somar quanto da NOAA, esses próximos 15 dias não serão de uma ausência total de chuvas, mas sim, de uma período de chuvas de baixíssima intensidade e extremamente localizadas, o que poderá levar a perdas regionalizadas de produtividade. Contudo, ainda não há como estimar quantitativamente essas perdas, mas é fato que haverá novas reduções nos potenciais produtivos de algumas microrregiões, o que poderá contribuir para futuras reduções na produção de grãos Nacional.

Alerta Agroclimático - 05 agosto 2015 - Mapa Brasil

Alerta Agroclimático - 05 agosto 2015 - Mapa Eua

Já segue nosso Canal oficial no WhatsApp? Clique Aqui para receber em primeira mão as principais notícias do agronegócio
Por:
Marco Antonio dos Santos - Agrometeorologista
Fonte:
Somar Meteorologia

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário

    pinnacle Mapa do site