pinnacle

Maggi diz que tabela de fretes é impasse e pode causar prejuízos

Publicado em 23/07/2018 16:26

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, afirmou hoje (23) que a tabela dos fretes aprovada há quase duas semanas pelo Congresso é um “impasse” e pode causar prejuízos nas próximas safras.

“Há um impasse nisso. Eu, como produtor, não aceito essa tabela. Não aceito os valores que foram colocados”, enfatizou o ministro após participar da abertura do Global Agribusiness Fórum, em São Paulo.

A Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas foi criada pelo governo federal como forma de atender às reivindicações dos caminhoneiros, que fizeram em maio uma greve com bloqueio de diversas estradas.

Segundo o ministro, em alguns casos, os preços estabelecidos estão consideravelmente mais altos do que os acordados anteriormente e, por isso, os produtores estão evitando assumir compromissos e atrasando o plantio. “Como ela [a tabela] está destoante do que o mercado operava, nem as empresas exportadoras, nem aqueles que não querem assumir novos riscos, ninguém está fazendo mercado futuro”, ressaltou.

Maggi disse que os atrasos podem causar queda na produtividade de lavouras como a soja. “Lá em Mato Grosso nós plantamos soja no meio de setembro até metade de outubro. Quando chega novembro, se você ainda está plantando, cada dia que passa significa um saco a menos, em média. As janelas que nós temos são muito pequenos, e o prejuízo pode ser bastante grande”, exemplificou sobre o setor e a região onde atua como empresário.

O ministro acrescentou que, além disso, tem havido disputas entre fornecedores e produtores para cumprimento de contratos feitos antes do tabelamento. Alguns fabricantes de insumos, que vendiam com o frete incluso no preço, têm tentado rever as entregas já acordadas, enquanto os produtores exigem o cumprimento dos acordos, disse Maggi. “Também há discussões jurídicas em acontecendo. No final, é só confusão.”

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve voltar a analisar o tema no fim de agosto. O ministro Luiz Fux é o relator, no STF, de três ações diretas de inconstitucionalidade contra a medida provisória que estabeleceu a política de preços mínimos. As ações foram abertas pela Associação do Transporte Rodoviário do Brasil (ATR Brasil), que representa empresas transportadoras, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Rússia

Blairo Maggi também comentou o embargo russo à carne suína e bovina do Brasil. As restrições foram anunciadas em dezembro, quando autoridades sanitárias da Rússia afirmaram ter encontrado ractopamina – substância que promove o crescimento muscular dos animais – na carne suína brasileira. Os produtos são legais no Brasil, mas o acordo comercial com a Rússia prevê que a produção vendida para o país não contenha essas substâncias.

Uma comissão técnica brasileira chega nesta segunda-feira à Rússia para tentar reverter a interdição à carne brasileira. Maggi disse que pretende ainda fazer com que o presidente Michel Temer discuta o assunto com o mandatário russo, Vladimir Putin, durante a cúpula do Brics, marcada para esta semana na África do Sul. O Brics é um grupo formado por Brasil, Rússia, Índia e África do Sul.

Já segue nosso Canal oficial no WhatsApp? Clique Aqui para receber em primeira mão as principais notícias do agronegócio
Fonte:
Agência Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Edson TertulianoHortolândia - SP

    Nós, caminhoneiros, estamos no prejuízo já faz muito tempo! Quer dizer então que só os nós, caminhoneiros, temos de arcar com os prejuízos? A tabela tem que ser feita, sim! Não dá mais pra ficar trocando figurinhas!!! ou paramos todos a classe e mudarmos de profissão...

    37
    • Paulo Roberto EspiresMaringá - PR

      Tem que trabalhar de graça para o Blairo Maggi ???

      14
    • carlo melonisao paulo - SP

      Em julho as vendas de caminhoes ultrapassaram mil unidades o nivel normal de vendas... Trabalhar de graça vocês nao devem, mas EXTORQUIR a naçao inteira tambem nao esta' certo... Tenho certeza pela lei da oferta/demanda que a medio

      prazo vocês vao levar na tarraqueta...

      2
    • Paulo Roberto EspiresMaringá - PR

      Sr. Carlos Meloni, sou produtor e também caminhoneiro e com td certeza nossa classe é honesta, de gente pujante e que tudo o que o campo produz nós transportamos..., o problema do frete é pontual por falta de gestão impostos extorsivos e uma politica que não serve a ninguém!

      1
    • EDMILSON JOSE ZABOTTPALOTINA - PR

      A Situação está ruim para os caminhoneiros , para os produtores , para os funcionários, está complicada para todos nós.

      Participei do movimento juntamente com demais produtores , empresários urbanos , e a sociedade civil organizada , poder judiciário também.

      Pedimos várias mudanças não somente para o Camioneiro , mas sim para todos . Entre elas a redução do preço do Diesel , pois ele impacta no custo de vida de todos , pedimos redução da carga tributária, pedimos o fim da corrupção que eleva os custos de produção e tira investimento e. Estradas que poderiam melhorar a vida é o ganho do Camioneiro e muitas outras ações.

      Não adianta resolver através de um decreto do presidente para beneficiar somente o Camioneiro.

      Precisamos de políticas públicas sérias , duradouras , organizadas para que todos possam ser benificiados .

      Somente poderemos esperar algo neste sentido se soubermos escolher melhor nossos Administradores Públicos.

      Não podemos mais depender destes Políticos que trabalham para as grandes mídias ( exemplo de ontem na Globo News que tentou destruir aquele que tem e pode acabar com este modelo de Política)

      Não podemos neste momento difícil que o país atravessa nos enfrentarmos e sim nós organizarmos para não mais sermos roubados e sermos usados por esta corja de bandidos que até agora Administraram este Brasil

      " Jair Bolsonaro " a voz a verdade , justa , dura mas que vem do coração.

      1
    • Dalzir VitoriaUberlândia - MG

      Senhores... este chororó barato é a linguagem dos incompetentes... quem tem competência se estabelece.... Quem não tem culpa o estado..o sistema..e procura leis para individualizar o lucro e socializar o prejuízo..simples..com grau de especialização em logística e transportes e tendo trabalhado e ainda hoje desenvolvo projetos e consultorias na área vejo transportadores competentes ganhando dinheiro e progredindo...e os incompetentes chorando e querendo teta a seu sustento...

      4
pinnacle Mapa do site